Minha Casa Minha Vida

O programa Minha Casa Minha Vida está impulsionando a economia e o setor imobiliário. Este projeto irá viabilizar a construção de 1 milhão de moradias para famílias com renda de até 10 salários mínimos.

 

Para famílias de até 3 salários mínimos:

  • Aporte de R$ 16 bilhões pela União.
  • Subsídio integral com isenção do seguro.
  • Isenção dos custos cartoriais para registro de imóveis.
  • A prestação será de no mínimo R$ 50,00 e poderá comprometer até 10% da renda, por 10 anos.

Operacionalização

  • Alocação de recursos pela União.
  • Apresentação de projetos pelas construtoras em parceria com Estados, Municípios, cooperativas, movimentos sociais ou independentemente.
  • Análise de projetos e contratação de obras pela Caixa.
  • Demanda apresentada por Estados e Municípios, com prioridade para famílias com portadores de deficiência ou idosos.
  • Registro do imóvel preferencialmente em nome da mulher.

Para famílias de 3 até 6 salários mínimos:

 

Aumento do subsídio em financiamento do FGTS

  • Comprometimento de até 20% da renda para pagamento da prestação.
  • Aporte de R$ 10 bilhões (União R$ 2,5 bilhões e FGTS R$ 7,5 bilhões).
  • Fundo garantidor e redução de seguro.
  • Redução de 90% nos custos cartoriais para registro de imóveis.
  • Refinanciamento de parte das prestações em caso de perda da renda, por meio do Fundo Garantidor.
  • Número de prestações garantidas:
    • 3 a 5 salários mínimos - 36 prestações.
    • 5 a 8 salários mínimos - 24 prestações.

O Governo Federal paga até R$ 23 mil na entrada do imóvel, de acordo com a região e faixa de renda do trabalhador.

 

Redução da taxa de juros de acordo com a faixa de renda.


Valor máximo do imóvel depende da região.

 

Para famílias de 3 até 6 salários mínimos:

 

  • Para as famílias nesta faixa de renda, haverá um estímulo à compra de casa própria com redução dos custos do seguro e acesso ao Fundo Garantidor.
  • Redução de 80% dos custos cartoriais para registro de imóveis.
  • Refinanciamento de parte das prestações em caso de perda da renda, por meio do Fundo Garantidor.
  • Número de prestações garantidas:
  • 5 a 8 salários mínimos - 24 prestações.
  • 8 a 10 salários mínimos - 12 prestações.

Como se cadastrar no projeto:

 

inscrição no programa Minha Casa Minha vida para quem tem renda inferior a 3 salários mínimos precisa se cadastrar através dos sites das prefeituras e dos governos de estado através da Internet. Somente quem ganha mais de 3 salários até 10 salários de renda familiar pode procurar as agências da Caixa Econômica Federal espalhadas por todas as cidades do Brasil.

O segundo passo é encontrar o site da prefeitura da sua cidade ou o site do governo do seu estado. Você também pode procurar o site da Secretaria da sua cidade responsável pelos projetos habitacionais.

Endereço do Site do Governo do Estado Pernambuco – http://www.pe.gov.br/

 

Para informações adicionais utilize o chat online ou envie uma solicitação para o blog.

 

Agradecemos sua participação.

 

venda, aluguel, apartamento, casa, compra, imobiliaria, imoveis, imovel, pernambuco, recife, vida

domingo 25 abril 2010 02:24 , em Informações



1 comentário(s)

  • vanderli mailto Ter 13 Mar 2012 00:48
    posso ter minha casa com 2 salários mínimos?


Seu comentário :

(Opcional)

(Opcional)

error

Importante: comentários racistas, insultas, etc. são proibidos nesse site.Caso um usuário preste queixa, usaremos o seu endereço IP (54.80.17.129) para se identificar     



Abrir a barra
Fechar a barra

Precisa estar conectado para enviar uma mensagem para imoveisrecife

Precisa estar conectado para adicionar imoveisrecife para os seus amigos

 
Criar um blog